Alzheimer e Quarentena! Dicas do Geriatra - Leandro Minozzo

Alzheimer e Quarentena! Dicas do Geriatra

Publicado em 28 de abril de 2020 às 12:43am

 

Olá! Imagino a imensa dificuldade que cuidadores de pessoas idosas com Alzheimer ou outras demências devem estar passando agora. Afinal, cuidam tanto dessas pessoas fragilizadas e uma pandemia viral como essa pode trazer consequências graves. A tarefa já não era simples, agora será um pouco mais complexa. Cada um precisa estar atento para não se contaminar e, quem cuida de idosos, redobrar a atenção.  Além disso, cabe lembrar, quem cuida de idosos com demência no Brasil geralmente também é idoso ou tem alguma das doenças crônicas que os tornam do grupo de risco do Covid-19. Mas, vamos lá!

Deixo aqui dicas para o cuidado nessa fase de quarentena. Primeiro lugar, esqueça daquela história de meses. Estou falando é de algumas semanas…2 a 3 semanas!

1 – Tente ao máximo blindar o idoso com Alzheimer dessa avalanche de notícias pesadas via televisão e celulares. É difícil, mas saiba que o paciente com a doença acaba respondendo ao estresse e à ansiedade de seus cuidadores. Outro motivo importante para que se busque essa relativa blindagem do estresse é que o paciente não possui mecanismos mentais para compreender e logo relativizar e resolver o problema emocional ao qual se depara, ou seja, é mais difícil para ele “se acalmar”, logo ele tende a ficar ansioso e agitado mais facilmente;
2 – Atividades. Vale ajudar na louça, varrer, pintar, jogar cartas, lavar o carro, jardinagem, desenhar, fazer tarefas de estímulo cognitivo (tem aos montes na internet)… sempre atividades que se adaptem às condições cognitivas do idoso. Devemos cuidar apenas para não desafiar em excesso porque isso pode gerar irritação. É o momento do lúdico, do brincar, do passar o tempo de maneira carinhosa tanto para quem cuida como para quem é cuidado;
3 – Música: mais do que nunca música como remédio para Alzheimer será importante! Escolha músicas suaves ou alegres, de preferência que o idoso ainda se lembre. Pesquisas têm apontado o benefício de diversas estratégias musicais, sendo a maioria tão simples como essa orientação. Experimente! Será boa para todos!

4- Coloque filmes de comédia ou novelas antigas, mesmo que já tenha assistido mil vezes;

5 – Faça exercícios físicos adaptados: subir e descer escadas, levantar e sentar da cadeira, caminhar pelos comodos da casa, jogue bola, uso de bicicleta ergométrica… precisamos adaptar o exercício às condições de saúde do idoso, assim como às restrições de isolamento devido à pandemia – o ideal é buscar ajuda de um educador físico e do médico, mesmo à distância!;

6- Use chamadas por vídeo para que a pessoa com Alzheimer mantenha contato com filhos, netos e amigos;

7 – Evite brigas, não discuta, saiba que teu esforço agora é ainda mais importante! Mude o foco quando perceber que a conversa não está indo num ritmo legal. Caso se irrite um pouco, busque ajuda também. Ligue para quem costuma te ouvir e te acalmar!

8 – Busque amparo em práticas espirituais e religiosas!

9 – Quando tiver tempo, aproveite para também descansar e, quem sabe, aprender mais sobre estratégias no cuidado de pessoas com Alzheimer. Tenho livros, vídeos e dezenas de posts aqui e na página das ABRAZ você pode encontrar muita informação relevante.

 

Caso tenha dificuldades, contate o médico.

Grande abraço,

Vamos superar essa pandemia!

Leandro Minozzo,

médico geriatra, professor de Geriatria e Espiritualidade e Medicina na Universidade FEEVALE

 

Dica de Leitura:

Como Superar o “Estresse do Cuidador de Pessoas com Alzheimer” – Livro Gratuito do Dr. Minozzo

Novo Hamburgo- RS | Rua Tupi, 951,  sala 203 – Bairro Rio Branco – Tel. (51) 3035 1240 ou (51) 9818 2595 | leandrominozzo@gmail.com

2015 - Todos os direitos Reservados