Menu fechado

É possível prevenir a doença de Alzheimer?

Afirmo que sim. Estudo o assunto há pelo menos 10 anos e as evidências científicas apontam para esse caminho. Apesar de haver um peso da genética na doença, sabemos que ele não parece ser o decisivo na maioria dos casos. O estilo de vida, por outro lado, mostra-se como um importante preditor do risco para o desenvolvimento das demências, entre elas a do tipo vascular e o Alzheimer.

Entre as formas de prevenção da Doença de Alzheimer temos os exercícios físicos regulares, a dieta Mediterrânea e a sua variação chamada de MIND, a manutenção do peso adequado, o estímulo cognitivo através da escolaridade e de atividades intelectuais, a prevenção e o controle de doenças do coração e uma boa saúde mental, com sono adequado e o tratamento da depressão.

Estudos mais recentes apontam a poluição e os níveis elevados de homocisteína no sangue como fatores de risco que podem ser prevenidos.

Sobre o momento de se começar a pensar em prevenção do Alzheimer, considero que todos os adultos devam pensar em cuidar da própria saúde nessa perspectiva.

No livro “Doença de Alzheimer: Como se Prevenir”, que publiquei em 2013, coloquei a foto de Albert Einstein andando de bicicleta e rindo. Achei-a muito representativa, pois mostra uma das mentes mais brilhantes do século passado exercitando-se. Talvez, se tivesse uma única forma de prevenção, eu apostaria todas minhas fichas no exercício físico.

O bom é que temos diversas formas e podemos ser inteligentes e colocá-las em prática diariamente.

Post relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *