Inovação para a Terceira Idade: o Robô Giraff Plus

Inovação para a Terceira Idade: o Robô Giraff Plus

Publicado em 19 de outubro de 2015 às 10:10am

Olá! Ainda estamos em outubro e, para muitas prefeituras e organizações, a comemoração do dia do idoso avança o mês todo, logo, ainda repercutem notícias e fatos sobre a terceira idade. Vamos a mais uma.

No começo de 2015, foi realizado em Bruxelas, o “European Summit of Innovation for Active and Healthy Ageing” – um encontro europeu para inovação voltada ao envelhecimento ativo e saudável. Nos últimos anos, tem crescido a busca no velho continente por adaptações que facilitem a vida de idosos e, principalmente, otimizem seu cuidado. O envelhecimento por lá é assunto de medicina, de sociologia e, o que mais provoca e custeia a inovação, de economia.

838368

Ao navegar no site do evento, pude conhecer alguns projetos interessantes. Entre eles o de um robô, que em conjunto a sensores espalhados pela casa, auxilia idosos em situações de risco a manterem sua autonomia. Monitorados remotamente, diversos idosos conseguem ser cuidados por uma mesma pessoa. Trata-se de um telemonitoramento que utiliza a telepresença, no qual a face que aparece no robô é a de um cuidador real, de uma pessoa que existe. Com o tempo, estabelece-se uma relação também de companhia e um vínculo – fundamental para a abordagem de idosos.

Vale a pena assistir ao vídeo de apresentação do Giraff Plus.  Nele, uma blogueira italiana de 94 anos, Sra. Lea Ralli, mostra como o robô facilita sua vida e preserva sua independência.

Não há nada tecnologicamente transformador nesse projeto. Há respostas para necessidades sociais, uso de tecnologias já existentes, tratamento inteligente de informações e a valorização da interface humana num robô. O conjunto da obra é que chama a atenção. Seria uma teletela “do bem”, lembrando 1984, algo como um Big Brother virtuoso. Muito interessante mesmo. Em minha função de gerenciador do cuidado de idosos, através da medicina, gostaria de contar com o Giraff Plus ou outras ferramentas no meu dia a dia profissional.

Deixo os links do projeto e do encontro.

Num piscar de olhos, viveremos numa sociedade tão envelhecida quanto à Europa. Em poucos anos, teremos mais de 30 milhões de brasileiros com 60 anos ou mais; e idosos morando sozinhos passarão a casa dos 20%. Inevitavelmente, precisaremos e muito desse tipo de inovação.

Um grande abraço, Leandro Minozzo

Novo Hamburgo- RS | Rua Nações Unidas, 2475 sala 203 - Bairro Rio Branco – Tel. (51) 3035 1240 ou (51) 9818 2595 | leandrominozzo@gmail.com

2015 - Todos os direitos Reservados