Menu fechado

Que tipo de especialista deve trata a doença de Alzheimer?

O diagnóstico e o tratamento de doenças complexas nos idosos exige competências médicas geralmente encontrada em especialistas. Pode sim, haver médicos clínico gerais que fizeram capacitação e são aptos a prestar um atendimento com qualidade, no entanto, costumamos indicar que, pelo menos nos momentos decisivos do cuidado, um médico com formação específica seja consultado. Entre os especialistas que costumam estar melhor preparados para o atendimento de pessoas com Alzheimer e seus familiares, temos o geriatra, o neurologista e o psiquiatra. No caso do último, recomenda-se que seja um profissional cujo foco de atuação seja a psiquiatria de pessoas idosas – há inclusive uma subespecialidade dentro da própria psiquiatria.


Entre as vantagens do médico geriatra no diagnóstico e no acompanhamento de uma pessoa idosa com Alzheimer, temos a competência de avaliação integral do paciente e o vínculo aproximado como duas das marcas da especialidade, assim como a capacidade de cuidado de casos que envolvem pessoas com muitas doenças e o uso de uma quantidade aumentada de fármacos. O neurologista que estuda cognição e trata cotidianamente pacientes com demência costuma ter uma grande capacidade para fazer diagnósticos mais complexos.


O importante, independente do especialista procurado pela família, é que seja um médico atento, que busque realizar uma avaliação com bastante calma, com uma capacidade de escuta destacada e que siga os protocolos estabelecidos para o diagnóstico e para o tratamento das pessoas com Alzheimer ou outras demências.

Post relacionado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.